• 6 erros que você não pode cometer na gestão de uma oficina de motopeças

    Publicado por: Túlio de Mello
    31 de maio de 2017

    várias ferramentas em uma mesa

    Para fazer seu negócio crescer com uma boa margem de lucro, são necessárias algumas ações — e isto não é, de maneira alguma, diferente na gestão de uma oficina de motopeças. Da mesma forma, é preciso tomar algumas precauções para que seu negócio não cometa erros de gerenciamento .

    Pensando nisso, resolvemos listar os 6 principais erros que você não pode cometer na gestão de uma oficina de motopeças. Vamos lá?

    1. Não estudar o mercado e ignorar a concorrência

    O estudo de mercado se baseia em três pilares fundamentais: o cliente, a concorrência e os fornecedores. É importante conhecer como o seu cliente se comporta e saber quais os diferenciais do seu concorrente para não ficar para trás. Quanto aos fornecedores, é sempre importante estreitar as relações, garantindo que você tenha a confiança que precisa para fazer seu estoque girar da forma correta.

    Conhecer bem estes três pilares é essencial para o seu planejamento estratégico — outro item bastante essencial para qualquer empresa funcionar. Esse formato de gestão identifica, basicamente, todos os pontos positivos e negativos que aparecem tanto interna quanto externamente. A partir disso, todas as decisões são tomadas visando o crescimento da empresa e o aumento dos lucros.

    Mais do que definir missão e visão, identificar pontos fortes e fracos, oportunidades e ameaças ao seu negócio, o planejamento estratégico permite que você trace objetivos e tenha claro o posicionamento da sua loja perante o mercado, bem como, onde quer e pode chegar em determinado período.

    2. Não ter um plano de negócios

    Ter um plano de negócios possibilita ao proprietário ter uma visão de ponta a ponta do que o negócio é e do que ele pode se tornar. É a melhor ferramenta para traçar o retrato fiel do mercado, dos produtos e dos serviços a serem oferecidos.

    Nesse plano, informações como perfil do consumidor, concorrência, volume de investimento inicial, taxa de rentabilidade, ponto de equilíbrio e necessidade de capital de giro, são essenciais para que você não cometa erros e tenha prejuízo.

    Já foi comprovado que empreendedores que planejam o seu negócio possuem mais chances de ter sucesso, portanto, dedique seu tempo ao plano e siga-o.

    3. Não treinar os funcionários

    Dois mecânicos mexendo em uma moto

    Não há nada melhor do que entrar em uma loja e receber um atendimento de primeira. Acredite: isto pode ser o cartão de visita da sua oficina e aumentar bastante a quantidade de vendas.

    Invista nos seus funcionários dando treinamentos, aplique estratégias de motivação e de formação de liderança. Além disso, invista em uma formação mais técnica, pois um funcionário que sabe do que está falando transmite muito mais confiança ao cliente.

    4. Não conhecer o próprio estoque

    Não conhecer o próprio estoque é péssimo para a gestão de uma oficina de motopeças porque é possível que você ofereça um produto que não tem. Outro problema é o desperdício de dinheiro, pois você pode estar acumulando muitas peças que não têm saída.

    Conhecer o estoque está diretamente relacionado com o quanto você conhece o cliente. Saber direito o quanto cada produto sai pode ajudar muito nas próximas aquisições.

    5. Ser influenciado pela concorrência

    Apesar de ser importante conhecer seus concorrentes, eles não devem ser seu único parâmetro na hora de tomar as decisões. Não é porque seu concorrente oferece apenas produtos de marcas mais baratas que você deve oferecer também.

    Baixar o preço sem nenhum critério, sem saber o preço da concorrência ou quais são suas margens saudáveis, é outra prática bastante perigosa e que pode levar a grandes prejuízos.

    6. Não controlar seu fluxo de caixa

    O fluxo de caixa é o conjunto de todas as operações realizadas pela sua empresa. É ele que aponta quanto dinheiro entrou e quanto saiu. É importante fazê-lo com uma riqueza bem grande de detalhes, pois, de uma forma bastante didática, Lucro = Receita – Despesas.

    Logo, para aumentar o lucro, somente duas opções são viáveis: aumentar a receita ou diminuir as despesas! Somente com um fluxo de caixa detalhado será possível tomar essas decisões.

    E aí, gostou das dicas dadas sobre gestão de uma oficina de motopeças? O que você costuma fazer para aumentar seus lucros? Faça seu comentário! 😉


    Escrito por

    Túlio de Mello

    Túlio de Mello

    Especialista em Gestão Estratégica e E-business da Riffel