• 7 dicas para franquear sua loja de motopeças

    Publicado por: Túlio de Mello
    13 de junho de 2017

    franquear sua loja de motopeças

    Franquear sua loja de motopeças é uma grande decisão administrativa, pois envolve, ao mesmo tempo, expandir sua marca e depender de outros empreendedores para que isso aconteça. É diferente de abrir uma filial, porque na filial é você quem continua no comando de tudo. Já, a franquia é administrada por um gerente que presta contas a você.

    Mas, se os ventos estão favoráveis e você decidiu que é o momento de arriscar e investir nisso, continue lendo esse post que foi feito especialmente para você. Veja 7 dicas essenciais para franquear sua loja de motopeças com total segurança:

    1 – Obtenha a propriedade da sua marca

    O simples registro da sua loja na Junta Comercial não garante que não haja outras empresas com o mesmo nome no mercado. Portanto, você precisa obter a propriedade dela para ter certeza de que a sua marca é e continuará sendo única.

    Procure o Instituto Nacional de Propriedade Industrial e verifique o passo-a-passo para obter seu registro. É um processo um pouco demorado e trabalhoso, mas pode ser realizado facilmente com as orientações certas. Além disso, é essencial para você que está comprometido com sua loja e deseja expandir sua marca.

    2 – Faça um estudo de mercado

    Qualquer investimento deve ser precedido de um detalhado estudo de mercado, considerando pontos como: a situação econômica do país e do seu nicho de atuação, concorrentes e suas estratégias, público-alvo, fornecedores e até potenciais investidores.

    Segundo a Confederação Nacional de Transportes (CNT), o número de motocicletas em circulação no país quadriplicou em 15 anos. Até 2015, foram registradas 20,2 milhões de unidades. Dados como este são importantíssimos, por isso, faça pesquisas na sua cidade e região onde deseja atuar com as franquias.

    Você pode contratar empresas especializadas em pesquisas de mercado para conduzir este processo. Ou ainda, realizá-lo por conta própria, sabendo que o nível de detalhamento dos dados deve ser suficiente para que você entenda o contexto no qual estará operando.

    Antes de começar esse estudo, faça uma rápida análise de franquiabilidade preenchendo o formulário do site Franqueador. Com esses dados você terá um ponto de partida mais seguro para realizar as análises e pesquisas de mercado.

    3 – Verifique sua infraestrutura para franquear sua loja de motopeças

    Ter uma rede de franquias é uma grande responsabilidade! Envolve diversos processos que devem ser conduzidos da maneira adequada para que você tenha sucesso.

    Comece avaliando sua estrutura operacional, como tecnologia e sistemas compatíveis com a gestão de franquias. Seu sistema deverá ser o mesmo utilizado pelos franqueados, centralizando todas as informações em um único lugar.

    Verifique, também, se você tem capacidade para treinar e dar suporte aos franqueados, principalmente quanto à gestão. Marketing, gestão de pessoas, contabilidade e aspectos jurídicos são outros temas que você terá que facilitar para eles, a fim de que se sintam seguros para operar sua franquia.

    4 – Faça um plano de negócios

    O plano de negócios é o documento que direcionará todas as ações de expansão da marca e transformação em uma rede de franquias. Aspectos financeiros, de infraestrutura, de recursos humanos, aquisições e viabilidade do negócio deverão ser tratados com todo cuidado e detalhamento para que você não falhe em suas previsões e planejamento.

    Lembre-se de que é o plano de negócios que servirá de base para que você atraia investidores para a sua iniciativa, demonstrando a viabilidade do projeto e o potencial de retorno ao franquear sua loja de motopeças. Sendo assim, mantenha-o atualizado e sempre à mão.

    5 – Crie um manual de operações para os franqueados

    O manual de operações é a bíblia dos franqueados. Faça um documento que dará todas as informações, dicas e estratégias para que seus franqueados operem de acordo com a cultura do seu negócio.

    Nele, deverão constar todos os processos, controles e as melhores práticas e atitudes que seus franqueados deverão tomar para manter a unicidade da marca. Você pode também inserir dicas para contratação de vendedores, treinamentos e ações de marketing que potencializam a presença da loja no mercado.

    6 – Qualifique-se

    Como dissemos no início, franquear sua loja de motopeças é uma grande decisão, de modo que exige bastante preparo. Informe-se no site da Associação Brasileira de Franchising – ABF e procure cursos, palestras, seminários e eventos do setor para melhorar sua visão sobre o mercado de franquias.

    Se possível, converse com empreendedores do setor! Procure saber quais foram as maiores dificuldades enfrentadas por eles e esteja sempre atento às novidades do seu mercado.

    7 – Tenha bons parceiros de negócio

    É muito provável que este seja o item mais importante de todos. Contar com bons parceiros, que forneçam produtos diferenciados e com alto padrão de qualidade é essencial para que sua loja tenha sucesso no mercado de franquias.

    É preciso que seus fornecedores saibam se renovar, acompanhar as tendências de mercado e oferecerem o suporte que sua loja precisa.

    No Brasil esse modelo de negócio vem conquistando muito sucesso. É um segmento promissor e oferece alternativas para quem quer ter sua loja de origem brasileira em outros países também.

    Conte com nossa experiência e nossa consolidação como fornecedora de peças para as principais fabricantes de motos no Brasil. Ainda não conhece? Torne-se um parceiro.

    Que tal mais algumas dicas incríveis? Baixe agora nosso guia sobre como organizar as finanças e o estoque da sua loja de motopeças, é grátis!

    Banner com vendedor entregando produto para cliente


    Escrito por

    Túlio de Mello

    Túlio de Mello

    Especialista em Gestão Estratégica e E-business da Riffel