• 6 dicas para fazer uma viagem de moto com segurança

    Publicado por: Jociane de Almeida
    20 de junho de 2016

    Várias motos viajando juntas

    Pegar a estrada em duas rodas é um dos momentos mais especiais para o motociclista. Nada mais gratificante do que curtir belas paisagens, conhecer novos lugares e aproveitar o prazer da pilotagem. Só quem é apaixonado por motociclismo entende isso e nós fazemos parte dessa tribo!

    No entanto, para que o trajeto seja prazeroso desde a origem até o destino final, é importante que exista uma interação entre o condutor e a motocicleta. Em outras palavras, a relação homem-máquina precisa estar afinada. Pensando nisso, preparamos algumas dicas interessantes para uma viagem segura e divertida.

    Afinal, não há nada melhor do que uma viagem de moto com segurança. Então, coloque todas estas dicas em prática!

    1 – Planeje a sua viagem de moto com segurança

    Claro que às vezes é muito bom deixar tudo de lado, montar na moto e apenas observar os quilômetros passando. Mas, até nesse caso, o planejamento de viagem não pode ser negligenciado.

    É importante manter tudo sempre em dia, para poder sair sem preocupação alguma. Portanto, anote essas 3 dicas básicas:

    • Estude a rota que percorrerá, assim como suas paradas. Vale pesquisar condições do tempo, estradas, se há grandes índices de acidentes, assaltos e outros fatores;
    • Leve um celular com carga de bateria que dure a viagem toda ou até a primeira parada. Você não quer ficar sem comunicação no meio do nada, certo?;
    • SEMPRE agende uma revisão da sua moto antes de percorrer muitos quilômetros.

    2 – Certifique-se que sua moto está em perfeito estado

    Mesmo que a manutenção do veículo esteja em dia, seguindo o que diz o manual do proprietário, é importante analisar alguns itens para não ser surpreendido no caminho.

    A primeira dica é checar todo o sistema de iluminação. Farol, lanterna e seta são componentes para você ser visto pelos demais veículos. É questão prioritária de segurança.

    Depois, verifique a folga da corrente e se está na hora de lubrificá-la, para evitar danos. Veja se os dentes da coroa e pinhão estão em bom estado, se estiverem tortos ou pontiagudos, esse é o sinal de que você precisa trocar o kit relação. Examine as pastilhas de freio e, caso estiver com nível acentuado de desgaste, providencie a troca.

    Atente-se também à calibragem, que em geral muda se a motocicleta será ocupada por uma ou duas pessoas e também se você levará bagagem ou não. Siga rigorosamente as orientações fornecidas pelo fabricante, assim você trafega com mais segurança, economiza combustível e ainda minimiza as chances de desgaste incorreto dos pneus.

    Se você não se sente confortável para fazer essa análise detalhada, procure com antecedência uma concessionária ou uma oficina especializada de sua confiança. O importante é ter sua motocicleta em plenas condições de uso sempre, sobretudo antes de uma viagem grande.

    3 – Posicione bem a bagagem

    Se a sua motocicleta tem alforges, malas laterais, baú ou bolsa de tanque, parabéns! Sua rotina de motociclista é mais prática que a de muitos. Se não tiver nada disso, não esqueça que em uma viagem de moto, excesso de bagagem é dispensável.

    Grupo viajando de moto

    Todavia, sempre há algumas coisas que você não pode deixar para trás, não é? Então, trate de posicioná-las com equilíbrio e firmeza na moto. Além de inseguro, carregar uma mala frouxa que pende para um lado é muito desconfortável.

    4 – Use roupas e acessórios adequados

    Tão importante quanto estar com a moto em dia, é escolher os equipamentos para uma viagem de moto com segurança. Além do capacete, as roupas e acessórios representam parte fundamental na segurança do piloto. Por isso, atente-se para o seguinte:

    • Use sempre calçado reforçado e fechado para a proteção dos pés. De preferência para as botas desenvolvidas para motociclistas;
    • Deixe para usar a bermuda quando chegar ao destino e invista em uma calça apropriada, que conta com material resistente e proteção no quadril e nos joelhos;
    • Vista jaqueta com tecido resistente à abrasão desenvolvida para motociclistas, a qual possui proteção na coluna, nos ombros e cotovelos;
    • As mãos jamais devem ser esquecidas. Providencie luvas específicas para condução de motocicletas;
    • E não se esqueça de manter o capacete afivelado e a viseira fechada.

    5 – Esteja preparado em todos os sentidos

    Nem sempre o motociclista, mesmo sendo experiente, está apto para pilotar. Além de estar devidamente equipado, é preciso que o piloto esteja disposto, também, física a mentalmente.

    Por isso, evite fazer uma viagem para “fugir” de algum problema pessoal, por exemplo. Não é seguro subir na motocicleta sem o equilíbrio emocional necessário para uma longa viagem.

    6 – Pilote com prudência

    Não adianta seguir todas as dicas anteriores à risca e não praticar esta. Quando estiver na estrada, todo cuidado é pouco. Respeite os limites de velocidade, mantenha acesso os faróis e fique ligado nas placas de sinalização da via. Jamais ultrapasse pela direita e procure ocupar o centro da faixa. Faça manobras conscientes e seguras, não arrisque.

    Além de tudo isso, dormir bem antes da viagem e manter-se hidratado e bem alimentado (sem excessos) são fatores essenciais para uma boa pilotagem.

    Desejamos uma ótima viagem de moto para você e enquanto não volta, vamos preparar mais conteúdos gratuitos como este. Que tal recebê-los no seu e-mail? 😉


    Escrito por

    Jociane de Almeida

    Jociane de Almeida

    Especialista em Marketing e Comunicação da Riffel Motowear