• Fique por dentro das perspectivas do mercado de motos para 2018

    Publicado por: Jociane de Almeida
    20 de dezembro de 2017


    Estar à frente da concorrência, trabalhando com novidades e serviços de qualidade, é um cuidado que, com certeza, garantirá mais clientes para o seu negócio. Mesmo em momentos de dificuldade, é possível buscar um diferencial.

    Para ajudar você nessa missão para os próximos meses, no post de hoje, mostraremos as tendências do mercado de motos para 2018. Além de falar a você sobre como anda o mercado, vamos apresentar características do perfil dos motociclistas brasileiros aferidas nos últimos anos. Vamos lá?

    O segmento de motos em 2017

    Infelizmente, este ano não foi bom para a indústria de motocicletas. A Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares (ABRACICLO) confirmou uma diminuição de 7% nas vendas só no primeiro trimestre, em comparação a 2016. E a produção de novos veículos sofreu uma queda de 4%.

    Devido à crise financeira do país, várias montadoras encararam processos de demissões em massa ou criaram programas de desfiliação voluntária. Esses e outros cortes foram realizados com o objetivo de enfrentar a falta de dinheiro, as restrições de crédito, as variações cambiais e a inflação, que acabaram por diminuir o poder de compra da população e, consequentemente, frear as vendas.

    O que esperar para o mercado de motos em 2018

    Já para 2018, a esperança é que o mercado comece a dar sinais de melhora após o período de queda. A Honda, por exemplo, aposta em um crescimento de 5% em suas vendas no próximo ano, apesar de não prometer novas contratações.

    Em vista de mudanças, como as reformas políticas que vêm ocorrendo no país, o mercado de indústrias deve ser expandido em apenas 2,4%, segundo o Instituto Brasileiro de Economia. Isso mostra um crescimento mais lento do que o esperado. De todo o modo, uma perspectiva de elevação é interessante para estimular uma melhora na produção e nas compras.

    Inclusive, o mercado de motos para 2018 parece realmente promissor, aguardando novidades e modelos diferenciados. A esperança das montadoras era de que o mercado fechasse pelo menos com estabilidade em 2017. Mas, superando a expectativa, o fim do ano trouxe uma ajudinha: houve pequena melhora no mês de outubro, em comparação a 2016, com uma alta de 7,8%, conforme estudo da Abraciclo.

    A Honda, como já vimos, acredita que 2018 trará crescimento. A empresa lançou recentemente o modelo CG160 — provável tendência da marca para os próximos anos. Além disso, a empresa acaba de apresentar ao mercado a NXR 160 e a Bros 2018. Outra aposta da companhia é a renovação da Biz, considerada um dos modelos mais vendidos.

    E apesar do cenário negativo de 2017, algumas empresas conseguiram nadar contra a corrente, alegando melhorias nas vendas neste ano. É o caso da Yamaha, que obteve um crescimento de 6,8%. Como novidade para o próximo período, ela lançará a nova Fazer 250, principal atração do Salão Duas Rodas 2017.

    As características dos motociclistas no Brasil

    Alguns dados recentes sobre os motociclistas brasileiros podem ajudar você a entender melhor o público do segmento para investir no mercado de motos em 2018:

    •  Segundo o Anuário da Indústria Brasileira de Duas Rodas 2017 (referente a 2016), os condutores de moto são a maioria homens, 22.471.599, com idade entre 18 e 40 anos. O estudo também mostra que uma grande parcela dos compradores escolhe utilizar motos no dia a dia para substituir o transporte público;
    •  Já a pesquisa do Serasa Experian, de 2014, apontou que os principais compradores de carros e motos do Brasil são jovens provenientes de regiões periféricas do país.

    Além desses dados, que confirmam uma significativa presença masculina entre os motociclistas, saiba que, de acordo com dados de 2017, do DENATRAN, as mulheres já somam 33% dos condutores da categoria de motocicletas.

    Mesmo sem os números, já era possível notar o crescente crescimento apenas observando as ruas. E como cada vez mais mulheres vêm se destacando no segmento, ampliando a diversidade do perfil de condutores, em 2018, será essencial focar nesse grupo.

    Hoje você entendeu sobre as perspectivas do mercado de motos para o ano que vem e conheceu alguns aspectos dos consumidores do segmento. Aproveite as informações para atualizar o seu negócio, conseguir mais vendas e fidelizar clientes!

    Gostou do conteúdo? Então, assine a newsletter e não perca nossas atualizações!


    Escrito por

    Jociane de Almeida

    Jociane de Almeida

    Especialista em Marketing e Comunicação da Riffel Motowear